17/12/2017

Conheça o novo memorial em homenagem aos fundadores da Universidade de Caxias do Sul.

  • Notícia, Agenda Cultural, Guia de Caxias do Sul, Serra Gaúcha, Universidade, UCS, inauguração, memorial, homenagem, fundadores, Hermes João Webber, Virvi Ramos, Dom Benedito Zorzi Foto Claudia Velho

Os bustos produzidos em ferro fundido e revestidos em bronze – de Hermes João Webber, Virvi Ramos e Dom Benedito Zorzi – passam a fazer parte da paisagem do Campus-sede da Universidade de Caxias do Sul.

O memorial aos fundadores da Instituição foi inaugurado no dia 15 de dezembro, dentro das comemorações dos 50 anos da UCS. Em comum, essas três personalidades mobilizaram a comunidade da região para unirem-se na implantação de uma universidade, que consideravam ser indispensável ao desenvolvimento de Caxias do Sul e região.


Além dos bustos – esculpidos pelo artista plástico uruguaio Luis Mario Cladera e fundidos pelo artista Jamil Fraga – também foi descerrada a pedra do memorial dos fundadores: “Uma homenagem da UCS aos seus ilustres instituidores”, assinada pelo presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade de Caxias do Sul (FUCS), Ambrósio Luiz Bonalume e pelo reitor Evaldo Kuiava.

 

Praça dos fundadores

A Praça dos Fundadores – que foi abençoada pelo bispo Diocesano Dom Alessandro Ruffinoni – fica junto à Casa Amarela, que passa a contar com área interna de exposição e acesso interativo multimídia voltado ao resgate da história da Universidade. A Casa Amarela permanecerá aberta à visitação de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 18h.

Os fundadores:

Hermes João Webber

Caxiense nascido em 1915, Hermes João Webber iniciou sua vida pública na Prefeitura Muncipal de Caxias do Sul, onde passou por cargos como de escriturário de Diretoria da Fazenda; chefe da Seção de Obras e Urbanismo; subprefeito do 1º Distrito; diretor de Obras, Viação e Saneamento; e de Estradas de Rodagem. No Departamento de Obras, também atuou como secretário. Vice-prefeito na gestão de Euclides Triches, a partir de 1952, completou o mandato do titular (que se retirou para assimuir a Secretaria de Obras Públicas do Estado) em 1954 e 1955. Eleito prefeito, ficou à frente do Executivo de 1964 a 1968. Em sua administração, inaugurou obras como o viaduto da Avenida Júlio de Castilhos (próximo ao Senac), o Mercado Público Municipal, a Vila dos Municipários (atual bairro Pioneiro), deu início à construção do Sistema Maestra e implantou o Serviço Municipal de Água e Esgoto (Samae). Foi também o primeiro presidente da Codeca e curador do Ministério da Educação. Criada em 1949 pela Prefeitura Municipal, a Faculdade de Belas Artes foi a primeira de Ensino Superior no município, sendo incorporada à UCS em 1967. Webber faleceu em 1983, aos 68 anos.

O busto de Hermes João Webber foi descerrado pelo seu filho Antônio Celso Webber, pelo presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade de Caxias do Sul Ambrósio Luiz Bonalume e pelo reitor Evaldo Kuiava.

Virvi Ramos

Natural de São Marcos quando ainda distrito de São Francisco de Paula, Virvi Ramos nasceu em 1917. Formou-se em Medicina em Porto Alegre, retornou a Caxias do Sul em 1943 e dedicou-se a clinicar. O sonho de garantir um atendimento médico mais humano o levou ao projeto de criação do Hospital Fátima, concretizado em 1957. Conhecido por muito tempo como o Hospital do Virvi, o local hoje leva o nome de seu idealizador. Em 1956, nascia a Sociedade Hospitalar Nossa Senhora de Fátima, que, além de gerir o hospital, manteria dois cursos superiores que seriam agregados àqueles que dariam origem à UCS. Tornou-se a primeira sociedade hospitalar a criar uma Faculdade de Direito, em 1959 – uma das cinco que dariam origem à UCS. No ano de 1967, Virvi Ramos, já primeiro reitor da UCS (cargo que exerceu até outubro de 1972), ajudou a criar o curso de Medicina, do qual também foi professor. O médico faleceu aos 90 anos, em 2007.

O busto de Virvi Ramos foi descerrado pelo seu filho Virgílio Carlos Manfro Ramos e bisnetos, pelo presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade de Caxias do Sul Ambrósio Luiz Bonalume e pelo reitor Evaldo Kuiava.

Dom Benedito Zorzi

Nascido no Travessão Paredes, em Nova Pádua, em 1908, o segundo bispo da Diocese de Caxias do Sul assumiu em 1953, dois anos após o falecimento de Dom José Barea. Dedicou sua vida pastoral a iniciativas religiosas, assistenciais e educacionais, atuando no município entre 1952 e 1983. Um dos principais incentivadores da criação da UCS, ainda quando a cidade oferecia apenas faculdades isoladas em áreas como Direito, Enfermagem e Belas Artes, o religioso sensibilizava a comunidade em relação à necessidade do Ensino Superior. Já em 1956 Dom Benedito defendia a ideia de uma ‘Universidade Comunitária do Nordeste do Rio Grande do Sul’, semente de uma universidade regional. Sua influência revela-se na criação da Faculdade de Ciências Econômicas, no mesmo ano, e da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caxias do Sul, em 1959, mantidas pela Mitra Diocesana. Em 1967, os cursos foram agregados à UCS. O religioso faleceu em 1988, aos 80 anos.

O busto de Dom Benedito Zorzi foi descerrado pelo seu sobrinho Isidoro Zorzi e familiares, pelo presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade de Caxias do Sul Ambrósio Luiz Bonalume e pelo reitor Evaldo Kuiava.

Fotos: Claudia Velho

Voltar
Compartilhar: