Menu

Categorias

Guia de Caxias do Sul RECEBA NOVIDADES OU PROMOÇÕES

Agenda de Eventos

Dodó e Zezé
19/04/2017

Projeto aborda dualidade entre

sedentarismo e nomadismo

* O título: DODÓ E ZEZÉ, remete aos célebres personagens criados por Samuel Beckett, aprisionados sob uma árvore seca à espera de alguém que nunca chegará. A exposição se desenvolve em dois eixos principais que se complementam, abordando a dualidade entre sedentarismo/nomadismo e a questão do abrigo, desdobrados numa cidade sempre à beira do precipício, mas cujos habitantes desenvolvem técnicas e estratégias de sobrevivência. O projeto expositivo foi pensado de forma a criar um ambiente imersivo, em que o espectador possa ser envolvido pelas obras e cria relações entre elas em função de seu deslocamento. Isso exige uma reação corporal ativa por parte dos visitantes, que será potencializada durante a abertura através de uma série de micro performances. A obra “Lição de Anatomia” será reeditada especialmente para a exposição. O projeto, iniciado a partir da desconstrução de uma peça de vestuário, motivou o início desta investigação sobre a territorialização dos corpos.
No dia 13 de maio, será realizada uma atividade paralela com o público local, que consiste numa expedição urbana a partir da galeria em direção a áreas da cidade que se relacionam com o tema abordado, criando uma expansão do ambiente da galeria

 

Abertura: Quarta-feira, dia 19 de abril, às 19h

Visitação: 20 de abril a 14 de maio

Dias: segunda a sexta-feira

Horário: das 9h às 22h, final de semana e feriados, das 16h às 22h.

Workshop: 17 e 19 de abril de 2017

Inscrições e informações: travessiaurbanar@gmail.com ou (11) 3129.5575

Expedição: 13 de maio de 2017, às 15h15min

Foto: Renato Hofer

 

Renato Hofer
Arquiteto e urbanista pela Universidade de São Paulo em 1997, estudou instalação e performance com Inghild Karlsen e cenografia no CPT dirigido por Antunes Filho. Sua atividade profissional é pautada pela diversidade e interação entre diversas disciplinas, que vão da escala urbana ao desenho do objeto, passando pelas artes plásticas, cenografia, arquitetura e design gráfico. Realizou exposições em São Paulo, Belém, Fortaleza, Paris e Estocolmo, tanto como artista quanto como curador. Atualmente, estuda gravura em metal com Evandro Carlos Jardim e desenvolve pesquisa sobre o caminhar como suporte da experiência cotidiana e seus desdobramentos na metrópole contemporânea. Em 2015, foi contemplado com o Premio Foco Bradesco da ArtRio, a partir do qual realizou várias das obras que serão expostas, em residências artísticas que se desenvolveram entre São Paulo e Paris.

... Ver Telefone
Indique a um amigo:
Voltar
Compartilhar: